domingo, 24 de abril de 2011

reflection 1

E foi assim, tão de repente. Num dia estavas aqui e no outro já tinhas sido levado por outro alguém. Para ti, meia página não chega, és das pessoas mais belas que passaram na minha vida, tu chegas-te para ficar e disso eu tenho a certeza, por mais desavenças que tenhamos, nada chegará ao fim. Eu sei que por vezes sou teimosa, arrogante e tudo o que detestas numa pessoa, mas sabes que o sou porque te amo e porque todos os dias ganho cada vez mais medo de te perder. Sou chata e talvez a mais insegura, mas também sou a que mais te dá importância, a que mais te ama e a que mais te apoiou e te apoia. E nada explica o sentimento que percorre as minhas veias, nada consegue ser tão verdadeiro como isto. De nada serve agradecer, porque o que tu fizeste por mim não tem agradecimento possível, foste forte pelos dois, lutas-te pelos dois e nunca me deixas-te cair em mãos erradas. A única coisa que eu não quero neste momento, é perder-te mais uma vez, porque eu sei, que a nossa amizade é como o céu e o mar, são impossíveis de separar. Farei tudo por tudo para nunca te deixar ficar mal, para seres o homem mais feliz, porque eu sei, eu sei que por mais distantes que estejamos, o sentimento continua dentro de nós.

2 comentários:

  1. obrigada carla e aind bem que gostaste, tal como eu tenho vindo a adorar os teus posts :)

    ResponderEliminar